Quarta-feira, 26 de Março de 2008

Um Parque da cidade

Boa noite.

Voltámos hoje, depois de um longo interregno, a actualizar o blogue, desta vez, e no seguimento do post anterior, com exemplos e com aspectos a ter em consideração para a preparação do projecto Parque da Cidade.

Para além das primeiras linhas/objectivos de desenvolvimento do projecto, apontadas inicialmente no post http://002ordemparacriar.blogs.sapo.pt/2348.html, surgem, com a pesquisa alargada e meditada que está a ser realizada pelo grupo, alguns aspectos a ter em conta na construção de um espaço de elevada importância citadina nos vários níveis.

 

1. Um parque da cidade deve estar integrado na área e servido pelos diferentes meios de transporte de uma forma eficiente, podendo tornar-se num aliviante escape ao quotidiano, uma verdadeira sala de estar da cidade;

Por este ponto levanta-se um enorme problema ao espaço atrás mencionado: é algo deslocado do centro da cidade, pelo que não seria um local de passagem dos vários meios de transporte nem seria tão apelativo quanto desejável.

 

2. A sua estrutura deve ser pensada de forma a que seja possível a realização de diversas actividades, desde actividades desportivas até eventos culturais e comerciais.

 

3. Um parque no centro da cidade implica um isolamento acústico superior, que pode e deve ser obtido através de arbustos ou outros elementos naturais, de forma a não descuidar a naturalidade do ambiente/espaço.

 

4. Um parque da cidade deve ser único, ou seja, deve-se destacar de muitos outros existentes nas áreas circundantes, marcando-se pela sua originalidade, dinâmica e capacidade de oferecer atracções e experiências diferentes.

 

 

Tendo estas considerações em mente, o grupo depara-se com alguns problemas no que toca à localização no espaço deste projecto, já que o local anteriormente apontado revela-se demasiado frágil e "solitário" para receber um projecto tão elevado.

 

Ora, achamos interessante relembrar a sempre possível renovação e dinamização da área do Parque Nossa Senhora das Dores.

É um espaço central na cidade, tanto na dimensão espacial como histórica/social já que é palco de uma das mais importantes tradições da Trofa (Festas de Nossa Senhora das Dores).

É um espaço com alguma extensão espacial, podendo vir a ser aumentada com a união ao Parque Dr. Lima Carneiro, depois de concluído o aguardado novo traçado da linha de comboio.

E, acho que é opinião geral, a Trofa necessita urgentemente de uma área no interior da cidade onde algo diferente possa acontecer finalmente.

 

Fica a ideia de um possível aproveitamento do espaço que apenas poderemos passar a encarar de uma forma mais "séria" quando tivermos conhecimento do verdadeiro projecto (e não dos rumores) da câmara para esse espaço.

publicado por 002ordemparacriar às 23:19
link do post | comentar | favorito
|

.002 ordem para criar (Trofa), de João Maia, José Rui e Nuno Azevedo. Núcleo de discussão do Projecto Cidades criativas.

.pesquisar

 

.Nº de Visitas

contactoscoches y motoshosting gratuitoestadisticasclasificados

.Musica na trofa


.posts

. O desinteresse dos jovens...

. Uma iniciativa para a cul...

. O novo post

. Biblioteca, biblioteca

. Desplaneamento urbano

. Relatório do processo, se...

. O regresso, a terceira fa...

. Um Parque da cidade

. Cultura - exemplos a segu...

. Planeamento Urbano (parte...

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.arquivos

.links

Trofa